Notícias

FATO RELEVANTE
Cancelamento do contrato de licenciamento de tecnologia

A Vitalyze.Me Saúde e Tecnologia S.A. ("Companhia") (BM&FBovespa: VTLM3), em atendimento ao art. 157, §4º da Lei nº 6.404/76 e nos termos da Instrução CVM nº 358/02, informa aos seus acionistas e ao público em geral que iniciou um projeto para desenvolver sua plataforma digital própria de medicina preventiva e programa de bem-estar ("Projeto"), em parceria com renomados médicos dos Estados Unidos ("Parceria"). Com este objetivo, o contrato de licenciamento de tecnologia que havia sido assinado em 06 de junho de 2016, conforme divulgado em Fato Relevante da Companhia, foi rescindido pelas partes.

Importante salientar que o Projeto digital de medicina preventiva e programa de bem-estar continua sendo o foco de atuação da Companhia, sendo que as vantagens desta nova estrutura são:

  • A Companhia abrirá um Centro de Excelência Médica nos Estados Unidos.
  • Uma plataforma própria será desenvolvida internamente em parceria com renomados médicos internacionais e apoiada por um time de tecnologia de grande expertise na área.
  • A rescisão do contrato de licença de tecnologia celebrado com Vitalyze Inc. implicará na eliminação de custos com royalties e na economia de R$15,3 milhões (que seriam pagos com a emissão de ações), previstos no referido contrato.
  • O modelo de negócios da Companhia será mantido, com ganho de autonomia, rapidez e custos.
  • Além da Europa e América do Sul, a Companhia também poderá explorar os mercados da América do Norte e Ásia.

A Companhia se tornará, desta maneira, um provedor global de serviços de saúde, com utilização de tecnologia própria, o que lhe garante rapidez e liberdade para criar e desenvolver soluções ligadas à medicina preventiva e melhoria de qualidade de vida. A Companhia abrirá um escritório para pesquisa e desenvolvimento nos Estados Unidos, que será liderado pelo Diretor Médico da Companhia, Dr. Fábio César dos Santos, em parceria com renomados médicos americanos de medicina preventiva e bem-estar, que estão em processo de contratação.

Esse time médico, juntamente com a equipe de tecnologia, desenvolverá uma plataforma própria que transformará a Companhia em um provedor global de serviços de saúde, e não mais em um licenciado para usar a tecnologia.

As operações terão início no Brasil, que é um dos maiores mercados de saúde e bem-estar. O país foi escolhido para iniciar este modelo comercial pelo perfil de seu público, voltado para saúde e qualidade de vida, com a pirâmide populacional envelhecendo e procurando meios para prevenir e mitigar possíveis doenças. A Companhia possui também um objetivo de crescimento internacional, que abrange não somente a Europa e América do Sul, mas também a Ásia e América do Norte.

A administração está convencida de que o custo associado ao desenvolvimento da plataforma será menor que o de licenciamento da tecnologia, ao mesmo tempo em que a Companhia ganhará em velocidade e autonomia. A expectativa é que este modelo próprio esteja pronto no primeiro trimestre de 2017, utilizando os mesmos conceitos de big data e estatística.

A Companhia manterá seu modelo de negócios e operações no Brasil, sendo que os recursos para iniciar este projeto deverão ser aportados pelo controlador, Metropolis Capital Markets.

Em atendimento às práticas de governança corporativa, ao que estabelece a Instruçao CVM 358/02 e à legislação societária aplicável, a Companhia ressalta que manterá o mercado informado quanto aos desdobramentos relevantes da referida Parceria, conforme aplicável.

Clique aqui para acessar o documento na íntegra.

São Paulo, 24 de outubro de 2016.
Natasha Namie Nakagawa
Diretora de Relações com Investidores